21. Fracasso da Falsa Profecia Para 1925 (2)

William do Vale Gadêlha


"Alguns esperavam". O Corpo Governante tenta dar a impressão de que só "alguns" tinham falsas expectativas, quando na verdade a Sociedade incutiu em todos as esperanças injustificadas!

"Esperanças injustificadas". Quem tivesse dito, antes do fracasso da profecia, que estas esperanças eram injustificadas, teria sido considerado como rebelde e espiritualmente fraco.

A Sociedade chama tudo isso de provas e peneiramento, mas isso não partiu de Jeová (Tiago 1:13), nem de Satanás, nem do mundo, e sim do próprio Corpo Governante, que profetizou sobre o ano de 1925.

Então, o que foi escrito sobre 1925 era "simplesmente uma opinião expressa"? Mas quando homens alegam ser "porta-vozes" de Deus, ou "canal de Deus" na terra, certamente eles não têm direito de expressar "simples opiniões" ao mesmo tempo que afirmam que o que dizem é apoiado por Deus e Sua palavra e deve ser aceito como tal, sem questionar!

De fato, não era razão para deixar de servir o Senhor, já que não foi Ele quem profetizou sobre 1925. Era razão, todavia, para deixar de seguir os falsos profetas do Corpo Governante. E foi o que muitos fizeram após 1925. Cerca de metade dos membros deixaram a Organização.

A conclusão é exatamente esta: O Corpo Governante não tem orientação divina. O que ele ensina, era e continua a ser "simples opinião expressa", às vezes baseada na Bíblia e outras vezes não! Não se pode aceitar cegamente o que ele diz, como se viesse do próprio Jeová!

1 Coríntios 14:33
1 Coríntios 14:33, A Bíblia na Linguagem de Hoje
   Anuário das Testemunhas de Jeová de 1981, pp. 61, 62
Anuário das Testemunhas de Jeová de 1981, pp. 61, 62

Índice