66. O Corpo Governante e a Parábola das Ovelhas e dos Cabritos (1)

William do Vale Gadêlha


Durante muitos anos as Testemunhas de Jeová aprenderam como sendo uma verdade, provida pelo auto-designado canal de comunicação de Deus, que a obra de separação entre "ovelhas e cabritos" estava em andamento à medida que as "boas novas" do Corpo Governante eram pregadas.

A Sentinela, 15 de abril de 1962, p. 254
A Sentinela, 15 de abril de 1962, p. 254

Observe: este ensino fazia parte do conjunto de "verdades" que o Corpo Governante, como auto-nomeado "escravo fiel e discreto" de Jesus, publicava como sendo "alimento no tempo apropriado". E todas as Testemunhas de Jeová tinham de aceitá-lo. Pensar de outro modo seria encarado como rebeldia contra Jeová, pois o Corpo Governante considera a discordância de suas próprias interpretações humanas falíveis como apostasia contra Deus!

   Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra, p. 183
Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra, p. 183


Índice