Charlatanismo Médico

Jan Haugland


Como uma Testemunha de Jeová que recusa sangue baseia a sua decisão na confiança na sabedoria e liderança divina da Watch Tower Society (Sociedade Torre de Vigia), será instrutivo conhecer o registo da Watch Tower Society no que se refere a questões médicas.


Charles T. Russell

A aplicação que a Watch Tower Society faz actualmente de certos textos Bíblicos, nomeadamente Actos 15:28, 29, para apoiar uma proibição relativa ao sangue para os Cristãos não era partilhada pelo seu fundador, Charles Taze Russell. Num comentário acerca do concílio apostólico de Actos 15, Russell disse:

"Ele [Tiago] sugeriu ainda que lhes escrevessem meramente para se absterem da contaminação dos ídolos (versículo 29), e de coisas estranguladas e de sangue -- pois comendo tais coisas poderiam tornar-se pedras de tropeço para os seus irmãos Judeus. (Veja 1 Cor. 8:4-13) -- e de fornicação." (Zion's Watch Tower [Torre de Vigia de Sião], 15 de Novembro de 1892, p. 1473, reimpressões)

Portanto, embora as transfusões de sangue ainda não estivessem em uso, Russell foi claro ao dizer que ele nem sequer considerava a lei dietética acerca do sangue vinculativa para os Cristãos.Voltaremos a este ponto mais à frente.

Depois da morte de Russell a Sociedade mudou gradualmente a sua posição. A Watchtower [Sentinela] de 15 de Dezembro de 1927, página 371, sugeriu enfaticamente que a "proibição do sangue" em Génesis 9:4 se aplica a todos os homens. Ainda assim, como só estava a ser considerada a lei dietética, esta não foi uma questão controversa.

Um desenvolvimento que começou no fim da década de 1920 tornou-se muito mais importante em estabelecer a proibição posterior acerca do sangue do que qualquer texto Bíblico.

Tal como muitas outras crianças do século XIX, Russell estava extremamente fascinado com a ciência, a tecnologia e o desenvolvimento. Este fascínio levou a algumas idéias que mais tarde seriam embaraçosas (como a piramidologia), mas a sua abordagem à "ciência" popular era na maior parte positiva. Russell era acima de tudo um optimista. Os desapontamentos que se seguiram às predições falhadas de um novo mundo pacífico em 1914 foram provavelmente a razão para este optimismo ter desaparecido posteriormente do ensino da Watchtower.


Clayton J. Woodworth

Os líderes sob o "Juiz" Joseph Rutherford, que se tornou Presidente depois da morte de Russell em 1916, também estavam fascinados com a tecnologia e a ciência. Mas se Russell tinha algumas idéias estranhas, Rutherford foi muito para além dele. E ainda mais longe foi Clayton J. Woodworth, co-autor do infame sétimo volume dos Studies in the Scriptures, "The Finished Mystery" [O Mistério Consumado, 1917]. Em 1919 ele tornou-se editor de uma revista chamada The Golden Age [A Idade de Ouro], que é actualmente conhecida como Awake! [Despertai!]

É uma descrição benévola chamar-lhe louco excêntrico.

A The Golden Age [A Idade de Ouro] tornou-se um forum para as pretensões mais extravagantes acerca de ciência. E acima de tudo, Woodworth era um defensor das suas idéias muito peculiares acerca da medicina e da saúde. Os Estudantes da Bíblia gozavam de um fluxo ininterrupto de conselhos médicos, cada um mais estranho do que o anterior:

"Não existe comida que seja a apropriada para a refeição da manhã. O desjejum não é altura para quebrar o jejum. Mantenha o jejum diário até ao meio dia... Beba muita água duas horas depois de cada refeição; não beba nenhuma antes de comer; e pouca ou nenhuma à hora da refeição. Bom leite extraído da manteiga é uma bebida saudável à hora das refeições e nos intervalos. Não tome um banho senão duas horas depois de tomar uma refeição, nem cerca de uma hora antes de comer. Beba um copo de água cheio tanto antes como depois do banho." (Golden Age [A Idade de Ouro], 9 de Setembro de 1925, pp. 784-785),

"Quanto mais cedo na manhã tomar o banho de sol, maior será o efeito benéfico, porque receberá mais raios ultra-violetas, que são curativos." (Golden Age [A Idade de Ouro], 13 de Setembro de 1933, p. 777)

Um dos pontos principais em toda a propaganda era a idéia de que os utensílios de cozinha de alumínio eram a causa de todo o tipo de doenças horríveis. Por essa razão as Testemunhas de Jeová eram muito cépticas quanto a comer fora de casa, e podiam muitas vezes culpar por um envenenamento alimentar o recipiente em que se cozinhou em vez da comida. Podem-se encontrar várias cartas dos leitores nesta época dizendo a maravilha que era os seus filhos terem sido curados de várias doenças por darem atenção aos avisos da The Golden Age [A Idade de Ouro] contra os cozinhados feitos em utensílios de alumínio.

Outra alucinação, muito mais grave, era a idéia de que os médicos eram os agentes de Satanás.

"Fazemos bem em ter presente que entre as drogas, soros, vacinas, operações cirúrgicas, etc., da profissão médica, não existe nada que se aproveite excepto um procedimento cirúrgico ocasional.... Os leitores da The Golden Age [A Idade de Ouro] sabem a verdade desagradável acerca do clero; também deviam saber a verdade acerca da profissão médica, a qual surgiu dos mesmos xamãs (sacerdotes médicos) adoradores de demónios que os 'médicos da divindade.'" (Golden Age [A Idade de Ouro], 5 de Agosto de 1931, pp. 727-728)

Segue-se naturalmente que tendo esta posição, a Watchtower Society [Sociedade Torre de Vigia] estava a falar a sério quando negava a "teoria dos micróbios [acerca] da doença" como sendo uma ilusão perigosa destes médicos "adoradores de demónios." A doença, afirmavam eles, originava-se em "vibrações erradas," e a Watch Tower Society chegou até a vender uma máquina especial chamada Electronic Radio Biola, da qual se dizia que curava pacientes enviando "ondas rádio" especiais que corrigiam as vibrações. Escusado será dizer que havia muitas cartas de leitores que tinham sido curados por este engenho. A The Golden Age [A Idade de Ouro] continha publicidade a esta máquina maravilhosa, criada por um Estudante da Bíblia:

"A doença é uma Vibração Errada. Do que foi dito até aqui, será evidente para todos que qualquer doença é simplesmente um estado 'fora da sintonia' de alguma parte do organismo. Por outras palavras, a parte do corpo afectada 'vibra' mais acima ou mais abaixo do normal.... Eu chamei a esta nova descoberta... Electronic Radio Biola.... A Biola diagnostica e trata automaticamente as doenças pelo uso de vibrações electrónicas. O diagnóstico é 100 porcento correcto, prestando neste aspecto um melhor serviço do que o mais experiente diagnosticador, e sem qualquer custo de consultas." (Anúncio em The Golden Age [A Idade de Ouro], 22 de Abril de 1925, pp. 453-454).

Mais espantosa ainda do que a charlatanice científica envolvida, era a ligação directa a práticas ocultas nesta máquina. A alegação de que a profissão médica tinha a sua origem em "xamãs adoradores de demónios" torna-se deveras irónica quando analisamos como esta Radio Biola funcionava: Era dito ao doente que escrevesse o seu nome num pedaço de papel. Um pequeno bocado deste papel com tinta, apenas um pontinho, era introduzido na máquina. Então a máquina (ou melhor, o operador) respondia de alguma forma "sim" ou "não" a questões acerca da saúde do doente, lendo as "oscilações electrónicas" dos órgãos do doente baseadas naquele pontinho de tinta. A máquina não se limitava a fazer diagnósticos, tinha até sido usada para responder a questões acerca da esperança de vida das pessoas.

Se o leitor pensa que isto parece um engenhoso Tabuleiro de Ouija, está certo. Um tal Roy Goodrich, que era um "Estudante da Bíblia" tão respeitado que foi autorizado a escrever um artigo sob forma de aviso na The Golden Age [A Idade de Ouro], estava convencido que esta máquina era uma engenhosa armadilha espiritista. Os líderes da Watch Tower Society não concordaram e o Sr. Goodrich viu-se desassociado [excomungado] (veja The Golden Age [A Idade de Ouro], 22 de Abril de 1925, pp. 606-7; 5 de Março de 1930, pp. 355-62).

Como vimos acima, a Watchtower Society [Sociedade Torre de Vigia] argumentava que a doença era causada por um "desequilíbrio" eléctrico nos orgãos (que podia ser corrigido: "Peça uma Biola hoje. Preço 35 dólares. Dinheiro junto com encomenda."). A idéia de que micróbios causavam doenças não era aceite por aquelas bandas:

"A medicina originou-se na demonologia e passou o seu tempo até ao último século e meio tentando exorcisar demónios. Durante o último meio século tem tentado exorcisar micróbios." (Golden Age [A Idade de Ouro], 5 de Agosto de 1931, p. 728)

A revista ainda avisou as Testemunhas de Jeová contra os raios X (23 de Setembro de 1936, p. 828), e embora não tenha depois negado a utilidade de todas as cirurgias, as amigdalites eram piores do que o suicídio:

"Se um médico com excesso de zelo condenar as suas amígdalas, vá em frente e cometa suicídio com uma faca. É mais barato e menos doloroso." (Golden Age [A Idade de Ouro], 7 de Abril de 1926, p.438)

Como é que alguém pode sequer considerar a hipótese de aceitar hoje conselho médico desta gente? Neste ponto, seria interessante examinar a fonte e as origens da actual proibição relativa ao sangue decretada pela mesma Watchtower Society [Sociedade Torre de Vigia].


Nota

A informação nesta secção e na próxima baseia-se no livro Apocalypse Delayed -- The Story of Jehovah's Witnesses [Apocalipse Adiado -- A História das Testemunhas de Jeová] (University of Toronto Press, 1985), do Professor M. James Penton, e em extensas citações e comentários publicados por Ken Raines na sua revista JW Research. O artigo As Testemunhas de Jeová e o Charlatanismo em Assuntos Médicos contém uma consideração muito completa de várias formas de charlatanice médica recomendadas pela Watchtower Society.


Índice