Testemunhas de Jeová Afirmam Que Só Elas Serão Salvas?

Alan Feuerbacher


As Testemunhas de Jeová são muitas vezes criticadas por serem intolerantes e de mentalidade estreita no que diz respeito às opiniões de outras religiões. Críticos afirmam que as Testemunhas de Jeová ensinam que elas, e só elas, serão salvas. As Testemunhas de Jeová freqüentemente alegam que isso não é assim, dizem que reconhecem que Deus é o juiz e que pessoas que não são Testemunhas de Jeová poderão ser salvas.

Essas afirmações são verdadeiras? Este artigo demonstra a verdade mostrando exatamente o que os líderes das Testemunhas de Jeová escreveram nas publicações da Sociedade Torre de Vigia. Em geral, será usado texto em negrito para salientar pontos particularmente importantes.

O livro das Testemunhas de Jeová Raciocínios à base das Escrituras (1989) define "salvação" deste modo (p. 338):

"Definição: Preservação ou livramento do perigo ou da destruição. Tal livramento pode ser das mãos de opressores ou perseguidores. Para todos os verdadeiros cristãos, Jeová provê, por meio de seu Filho, o livramento do atual sistema iníquo de coisas, bem como a salvação da escravidão ao pecado e à morte. Para uma grande multidão de servos fiéis de Jeová que vivem durante os "últimos dias", a salvação incluirá serem preservados através da grande tribulação."

Segundo as Testemunhas de Jeová, a "grande tribulação" terá o seu clímax na "batalha do Armagedom" onde toda a humanidade que não estiver a fazer a vontade de Deus será destruída sem esperança de ressurreição. Segundo o ensino das Testemunhas de Jeová, a "salvação" derradeira resultará em algumas pessoas viverem para sempre no céu, e a maioria da humanidade salva viverá para sempre na terra. A maioria daqueles que morrerem antes do Armagedom serão eventualmente ressuscitados e também viverão para sempre na terra ou no céu.

As Testemunhas de Jeová compreendem o impacto emocional de serem acusadas de intolerância, e de ensinarem que só elas serão salvas. Elas compreendem a crítica a tal exclusivismo. Ao falarem com pessoas que não são da religião delas, as Testemunhas de Jeová freqüentemente tentarão evitar essa crítica por não lhe responderem, ou por contornarem a crítica respondendo a uma pergunta ligeiramente diferente. Críticos bem informados sabem muito bem que a entidade empresarial que controla a atividade da comunidade mundial das Testemunhas de Jeová, i.e., a Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania (Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados de Pensilvânia), só existe desde 1884, portanto quando fazem esta crítica obviamente estão a referir-se principalmente ao que as Testemunhas de Jeová ensinam sobre a salvação da "grande tribulação" e da "batalha do Armagedom", e não à ressurreição de pessoas mortas.

Por que motivo as Testemunhas de Jeová tendem a enganar as pessoas sobre as suas crenças quanto à salvação? A resposta óbvia é que elas estão embaraçadas em admitir que ensinam intolerância. Outra razão é que os seus líderes ensinam-nas a dar respostas enganadoras. Repare como isto é feito no site oficial de media das Testemunhas de Jeová:

Site Autorizado do Escritório de Informação Pública das Testemunhas de Jeová
http://www.jw-media.org/beliefs/beliefsfaq.htm

"Perguntas Mais Comumente Feitas

"Acreditam que são os únicos a serem salvos?

"Não. Muitos milhões dos que viveram nos séculos passados, que não eram Testemunhas de Jeová, voltarão na ressurreição e terão a oportunidade de viver. Muitos dos que agora vivem ainda poderão tomar posição a favor da verdade e da justiça, antes do tempo do julgamento de Deus, e estes obterão a salvação. Outrossim, Jesus disse que não devemos julgar uns aos outros. Humanos vêem a aparência; Deus examina o coração. Ele vê com precisão e julga com misericórdia. Confiou o julgamento a Jesus, não a nós."

A pergunta geral sobre a salvação foi transformada na pergunta mais restrita: "quem será ressuscitado?" A segunda frase da resposta é irrelevante para a pergunta porque quem interroga está quase invariavelmente interessado em saber quem, segundo o ensino das Testemunhas de Jeová, será salvo quando o Armagedom ocorrer. As últimas frases da resposta tentam fazer parecer que as Testemunhas de Jeová são tolerantes, e afirmam que elas ensinam que só Deus determina quem será salvo.

Uma publicação de 1989 das Testemunhas de Jeová, que é direcionada ao público, As Testemunhas de Jeová no Século Vinte, responde à pergunta de forma similar (p. 29):

"Perguntas mais comumente feitas por interessados

"Acreditam que são os únicos a serem salvos?

"Não. Muitos milhões dos que viveram nos séculos passados, que não eram Testemunhas de Jeová, voltarão na ressurreição e terão a oportunidade de viver. Muitos dos que agora vivem ainda poderão tomar posição a favor da verdade e da justiça, antes de irromper a "grande tribulação", e estes obterão a salvação. Outrossim, Jesus disse que não devemos julgar uns aos outros. Nós vemos a aparência; Deus examina o coração. Ele vê com precisão e julga com misericórdia. Confiou o julgamento a Jesus, não a nós."

Essa resposta engana o leitor, conforme se mostrou acima. Especificamente, transforma a pergunta geral sobre salvação numa pergunta sobre quem poderá "tomar posição a favor da verdade" entre agora e a "grande tribulação".

As citações acima são exemplos de afirmações típicas que a organização das Testemunhas de Jeová faz para o público. Em seguida veremos o que esta organização ensina aos seus próprios membros, examinando os seus ensinos publicados:

Da Sentinela de 1.º de setembro de 1989, p. 19: "Permanecendo organizados para a sobrevivência e entrada no milênio":

"7 Apenas as Testemunhas de Jeová, os do restante ungido e os da "grande multidão", qual organização unida sob a proteção do Organizador Supremo, têm esperança bíblica de sobreviver ao iminente fim deste sistema condenado, dominado por Satanás, o Diabo. (Revelação 7:9-17; 2 Coríntios 4:4) Serão a "carne" que, segundo Jesus Cristo, seria salva durante a pior tribulação de toda a história humana. Como foi nos dias de Noé, disse Jesus, assim também seria no dia em que este seria revelado. Dentro da arca, que levou muitos anos de esforço organizado para construir, apenas oito almas humanas sobreviveram ao Dilúvio global. Sobreviveram como unido grupo familiar. (Mateus 24:22, 37-39; Lucas 17:26-30) A esposa de Noé corresponde à noiva de Cristo, e seus filhos e noras às atuais "outras ovelhas", que se tornaram uma crescente grande multidão, cujo tamanho final desconhecemos. (João 10:16) Para sobreviverem para o Milênio, sob o Noé Maior, Jesus Cristo, elas têm de manter-se organizadas junto ao restante ungido, os "escolhidos", em razão das quais os dias da "grande tribulação" serão abreviados."

Da Sentinela de 1.º de dezembro de 1999, p. 18:

"15 A mensagem é clara: Se quisermos sobreviver ao Armagedom, teremos de continuar espiritualmente alertas e usar as simbólicas vestes que nos identificam como Testemunhas fiéis de Jeová Deus."

Essas declarações contradizem diretamente as declarações feitas para consumo dos media públicos, citadas anteriormente.

Aqueles que estão familiarizados com as Testemunhas de Jeová sabem que elas ensinam que todas as pessoas que não estiverem servindo a Deus quando o Armagedom irromper serão destruídas, e que "a verdadeira congregação cristã" é constituída unicamente por Testemunhas de Jeová. Aqui está o que a publicação interna Nosso Ministério do Reino (abril de 1997, p. 3) diz sobre o assunto:

"Encaminhemos os estudantes para a organização que leva o nome

"5 Assuma a responsabilidade: Todo aquele que faz discípulos deve entender que é sua responsabilidade encaminhar o estudante da Bíblia para a organização de Deus. (1 Tim. 4:16) Cada sessão de estudo deve ser encarada como um degrau para o alegre dia em que o recém-associado simbolizará sua dedicação a Jeová pelo batismo em água. Uma das perguntas feitas na cerimônia de batismo é: "Compreende que a sua dedicação e o seu batismo o identificam como Testemunha de Jeová, em associação com a organização de Deus, dirigida pelo espírito dele?" Assim, é importante que ele entenda que não poderá servir a Deus sem estar ativamente associado com a verdadeira congregação cristã."

As Testemunhas de Jeová ensinam que só elas falam "a 'língua pura', mencionada em Sofonias 3:9", que, dizem elas, "é o entendimento correto da verdade sobre Deus e seus propósitos." (A Sentinela, 15 de abril de 1991, p. 28; 1.º de abril de 1991, pp. 21-22) "As Testemunhas de Jeová são ímpares em muitos aspectos. Só elas falam a 'língua pura'." (A Sentinela, 15 de janeiro de 1992, p. 24) Tendo isso em mente, o que se segue demonstra o que as Testemunhas de Jeová ensinam sobre quem será salvo. Da Sentinela de 15 de janeiro de 1991, p. 29:

"'Permaneçamos Unidos Pela Língua Pura' foi o tema do discurso público de sexta-feira. O orador mostrou que [...] Todos precisam interessar-se em aprender e falar a língua pura, pois somente os que fazem isto sobreviverão ao Armagedom."

Da Sentinela de 1.º de maio de 1991, p. 14:

"Similarmente hoje, "uma grande multidão" de "outras ovelhas" de Jesus, ajuntadas de todas as nações, sobreviverão ao Armagedom para o novo mundo de Deus. (Revelação 7:9; João 10:14-16) Apenas os que aprendem e falam a língua pura estarão entre os alegres sobreviventes."

Antigamente, as Testemunhas de Jeová referiam-se a si mesmas como "A Sociedade do Novo Mundo" e declararam repetidamente que só os membros desta "Sociedade" seriam salvos. De fato, formariam o núcleo da sociedade terrestre depois do Armagedom. A Sentinela de 15 de agosto de 1953, p. 494 (em inglês), declarou:

"Uma Watch Tower Tract Society (Sociedade Torre de Vigia de Tratados) existia e espalhava a mensagem de Deus mesmo antes de a Zion's Watch Tower Tract Society (Sociedade Torre de Vigia de Tratados de Sião) ter sido incorporada em 1884 sob as leis do Estado da Pensilvânia, E.U.A. Depois de a batalha do Armagedom obliterar este velho mundo, a sociedade do Novo Mundo continuará, pois será aprovada e autorizada pelo único governo então no poder, o governo divino. Formará a base, o núcleo, à volta do qual a população da "nova terra" crescerá e encherá todo este planeta."

Da Sentinela de 15 de julho de 1958, p. 439 (em inglês):

"Encontre o Seu Lugar na Sociedade do Novo Mundo

"Jeová Deus tem um lugar para cada um de nós na sua organização, tal como tem um lugar para os duzentos milhões vezes duzentos biliões de estrelas do espaço. Sob Jeová e Cristo Jesus, para aqueles do restante e aqueles das "outras ovelhas", para servos designados e publicadores da congregação, para aqueles idosos e jovens, para ministros em tempo parcial e integral -- sim, de fato, nesta sociedade do Novo Mundo altamente organizada existe um lugar apropriadamente designado para cada um e para todos. Portanto é da maior importância para cada indivíduo vivo encontrar rapidamente o seu lugar apropriado nesta associação. Não é menos importante que, conforme mostra o próximo artigo, tendo encontrado o nosso lugar na constelação da sociedade do Novo Mundo, permaneçamos fielmente nele se esperarmos sobreviver ao Armagedom e viver para sempre em paz e felicidade eternas."

Da Sentinela de 15 de agosto de 1953, pp. 500-501 (em inglês):

"Vivendo Agora Como uma Sociedade do Novo Mundo

"Se recusarmos instruções da organização, se abandonarmos as reuniões para evitar a organização e as suas obrigações, para onde poderíamos ir depois do Armagedom? Será que haverá separatistas depois do Armagedom, que farão cada um a sua própria sociedade e viverão como eremitas numa terra espaçosa, evitando contato humano e preferindo a sociedade animal? Evitar alguém a congregação organizada daqueles que estão destinados a sobreviver ao Armagedom significa para essa pessoa nunca passar além do Armagedom para o Novo Mundo e o seu sistema teocrático. Tal como a família de Noé, temos de entrar agora na arca todos juntos!"

As Testemunhas de Jeová ensinam que só aqueles que participam com elas no "trabalho de pregação do Reino" e obedecem ao que elas chamam "as boas novas do Reino" serão salvos. Da Sentinela de 15 de setembro de 1992, pp. 23-24:

"16 Em breve, no Armagedom, Jeová Deus fará perecer "a sabedoria dos sábios". Eliminará toda "a inteligência dos intelectuais" que fizeram predições de como sua nova ordem mundial melhoraria as condições da humanidade. "A guerra do grande dia de Deus, o Todo-poderoso", reduzirá a cinzas todo sofisma, filosofia e sabedoria deste mundo. (1 Coríntios 1:19; Revelação 16:14-16) Os únicos que sobreviverão a esta guerra e que obterão a vida no novo mundo de Deus serão aqueles que derem ouvidos àquilo que o mundo chama de tolice -- sim, as gloriosas boas novas do Reino de Jeová."

As Testemunhas de Jeová ensinam que elas têm a única "religião verdadeira" e que durante a "grande tribulação" Deus destruirá todas as outras religiões, i.e., as religiões "falsas". A Sentinela de 15 de julho de 1976, p. 431, disse:

"Uma coisa que muitos têm dificuldade em entender hoje é que pode haver e há apenas uma só religião verdadeira. Por que se rebelam contra tal fato? É porque significa que todas as outras religiões são falsas, inclusive a sua própria. Por isso, será preciso que se lhes demonstre à força o fato real. Isto será feito no futuro próximo, porque então, no meio da maior tribulação do mundo, todas as religiões falsas serão eliminadas e apenas a única religião verdadeira sobreviverá. Esta será livrada do movimento anti-religioso mais tremendo de toda a história humana."

A Sentinela de 15 de abril de 1969, p. 231 (em inglês) declarou:

"Sim, só há "uma fé", isto é, só há uma fé que é reconhecida e aprovada pelo Deus Altíssimo. Quem, então, são aqueles que formam o corpo dos verdadeiros adoradores hoje? Com base na evidência, que é conhecida ou está à disposição de pessoas em todas as partes da terra, não hesitamos em dizer que eles são as testemunhas cristãs de Jeová."

O livro de 1989 Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra disse (p. 190):

"Quem, então, são os que formam o corpo de verdadeiros adoradores hoje? 20 Não hesitamos em dizer que são as Testemunhas de Jeová."

A Sentinela de 1.º de novembro de 1968, pp. 656-657 (em inglês), foi clara:

"A 'congregação cristã do Deus vivo' durante o primeiro século sabia que tinha a verdade e a religião ou forma de adoração pura e imaculada. Por que haveria de ser estranho ou por que se pensaria que é presunção se o restante dessa mesma congregação hoje afirmar que tem a verdadeira religião? Este restante de seguidores dedicados e batizados de Jesus Cristo obedeceu à ordem divina dada em Revelação 18:4 e saiu de Babilônia, a Grande, o império mundial da religião falsa, incluindo a cristandade. Ao saírem de Babilônia, a Grande, eles não se juntaram a qualquer organização anti-religiosa como os ateus, os livres-pensadores, os evolucionistas ou os comunistas. Não, antes eles saíram do império mundial da religião babilônica falsa e entraram na única religião verdadeira como povo de Jeová Deus, "o meu povo", conforme Ele lhes chama. Eles atacam toda a religião falsa, não como e em companhia dos grupos anti-religiosos ímpios deste mundo, mas antes do mesmo modo que os apóstolos de Jesus Cristo fizeram, com a "espada do espírito, isto é, a palavra de Deus", a única arma bem sucedida."

As Testemunhas de Jeová ensinam que elas, e só elas, constituem o "povo de Deus" na terra hoje. A Sentinela de 1.º de junho de 1994, p. 27, disse:

"O que identifica as Testemunhas de Jeová como o povo de Deus? Primeiro, porque aceitam a Bíblia inteira como a Palavra de Deus."

A Sentinela de 1.º de abril de 1992, p. 12, declarou:

"Aqueles que visitam as pessoas com a mensagem cheia de esperança do novo mundo de Deus são descritos em Atos 15:14 como 'povo para o nome de Deus'. Quem leva o nome de Jeová e dá testemunho global sobre Jeová e Seu Reino? O registro histórico do século 20 responde: somente as Testemunhas de Jeová."

A Sentinela, 15 de maio de 1998, p. 17:

"E a história moderna do povo de Deus, em especial durante as guerras mundiais, torna claro que muitas Testemunhas de Jeová sofreram realmente espancamentos e coisa muito pior às mãos de perseguidores."

Quem serão os únicos salvos no Armagedom? A brochura O Que Deus Requer de Nós? (1996) diz na p. 10:

"Antes de a Terra poder tornar-se um paraíso, é preciso eliminar os iníquos. (Salmo 37:38) Isto acontecerá no Armagedom, a guerra de Deus para acabar com a iniqüidade. A seguir, Satanás será encarcerado por 1.000 anos. Isto significa que não sobrará nenhum iníquo para estragar a Terra. Apenas o povo de Deus sobreviverá."

As Testemunhas de Jeová ensinam que os únicos que poderão ser salvos são os que encaram os líderes das Testemunhas de Jeová (especificamente, o Corpo Governante dos "'irmãos' ungidos de Cristo, que formam a classe do 'escravo fiel e discreto'") como os únicos líderes cristãos verdadeiros a quem têm de recorrer para direção. Da Sentinela de 1.º de outubro de 1982, pp. 29-30:

"Sobrevivência ou destruição na "grande tribulação"

"Fuga Para o Reino Com Vistas à Sobrevivência

"15 Sim, "está próximo o grande dia de Jeová. Está próximo e se apressa muitissimamente". (Sofonias 1:14) Vivemos numa época de julgamento na qual "todas as nações" são ajuntadas diante de Cristo Jesus. As pessoas de todas essas nações estão sendo separadas em duas classes, as "ovelhas" e os "cabritos". O resultado final é explicitamente declarado: "vida eterna" para as "ovelhas" e "decepamento eterno" para os "cabritos". -- Mateus 25:31-33, 46.

"16 Mostrando novamente o caráter final do julgamento de Jeová, Paulo escreveu: "É justo da parte de Deus pagar de volta tribulação aos que vos causam tribulação, mas, a vós, os que sofreis tribulação, alívio junto conosco, por ocasião da Revelação [apokalypsis] do Senhor Jesus desde o céu, com os seus anjos poderosos, em fogo chamejante, ao trazer vingança sobre os que não conhecem a Deus e os que não obedecem as boas novas acerca de nosso Senhor Jesus. Estes mesmos serão submetidos à punição judicial da destruição eterna." -- 2 Tessalonicenses 1:6-9.

"17 Observe que a "punição judicial da destruição eterna" é executada não apenas contra os "que causam tribulação" para o povo de Deus mas também contra "os que não conhecem a Deus" e "os que não obedecem às boas novas". Em sua carta aos Romanos, Paulo explica porque "os que não conhecem a Deus" são "inescusáveis" e porque serão julgados. (Romanos 1:18-20; 2:5-16) O "anjo voando pelo meio do céu mencionado em Revelação capítulo 14, convoca a todos os "que moram na terra" a 'temerem a Deus e dar-lhe glória, porque já chegou a hora do julgamento por ele'. Portanto, as pessoas são instadas a 'adorar Aquele que fez o céu, e a terra, e o mar'. Os que deixarem de fazer isso e todos os que depositarem fé na "fera" política de Satanás em vez de no reino messiânico de Deus serão destruídos junto com essa "fera" no "grande lagar da ira de Deus". -- Revelação 14:6, 7, 9, 10, 14-20; 19:11-21.

"18 Qualquer pessoa que espera ser 'escondida no dia da ira de Jeová' precisa 'buscar a justiça, buscar a mansidão' e 'praticar a própria decisão judicial de Jeová', em vez de criticá-la. (Sofonias 2:2, 3) Qualquer pessoa que espera ser considerada "ovelha" pelo Juiz designado de Jeová, para ser poupada na "grande tribulação", precisa mostrar-se 'justa', ajudando e apoiando ativamente os "irmãos" ungidos de Cristo que compõem a classe do "escravo fiel e discreto". (Mateus 25:33, 40, 46; 24:45-47) Os únicos a quem a Bíblia oferece esperança de sobreviver à "grande tribulação" são os "irmãos" de Cristo, ou "escolhidos", e a "grande multidão" de "ovelhas" que 'prestam serviço sagrado a Deus' sem cessar, dizendo constantemente para que todos ouçam: "Devemos a salvação ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro." Quais discípulos batizados, atraídos dentre "pessoas de todas as nações", essa "grande multidão" é pastoreada pelo Cordeiro, Cristo Jesus, que os guia a "fontes de águas da vida" que jamais se esgotarão. "E Deus enxugará toda lágrima dos olhos deles." -- Mateus 24:21, 22; 25:34; 28:19, 20; Revelação 7:9-17."

As Testemunhas de Jeová ensinam que só aqueles que obedecem aos mandamentos da "organização de Deus", i.e., a organização das Testemunhas de Jeová, podem ser salvos. Elas comparam muitas vezes a obediência a esta organização com a obediência de Noé e da sua família a Deus durante o tempo do Dilúvio. Da Sentinela de 15 de setembro de 1991, p. 17:

"12 Para garantir a salvação, Noé e sua família tinham de exercer fé. Isto significava seguir instruções e os ditames do espírito santo de Deus. Durante a grande tribulação, será igualmente imperativo que sigamos os ditames do espírito santo e obedeçamos as instruções que Jeová dará por meio de sua organização."

Elas também ensinaram que a organização delas é uma "arca de salvação". Da Sentinela de 1.º de junho de 1950, p. 176 (em inglês):

"O dilúvio foi uma catástrofe física real para o velho mundo ímpio. A Batalha do Armagedom será igualmente uma catástrofe para este mundo iníquo atual, e não algo apenas espiritual. A arca da salvação para a qual entramos não é uma arca literal, é antes a organização de Deus."

Esta "arca simbólica, o paraíso espiritual do povo de Deus" (A Sentinela, 1.º de março de 1997, p. 12), é "o florescente paraíso espiritual em que homens e mulheres de fé podem encontrar preservação, com a vida eterna em vista" e é o "arranjo [de Deus] para a preservação da família antitípica do Noé Maior através da 'grande tribulação'." (A Sentinela, 1.º de janeiro de 1986, pp. 26, 14) Conforme disse um representante proeminente das Testemunhas de Jeová (A Sentinela, 1.º de junho de 1991, p. 26):

"Max H. Larson, da Comissão da Gráfica, foi o primeiro a falar, com o tema "Colaboradores de Jeová". Depois de dirigir a atenção à arca de preservação que Noé e sua família construíram, ele disse: 'Hoje, Jeová está ajuntando uma família mundial de milhões de pessoas, e ele intenciona conduzir essa enorme família através da grande tribulação.' Como? Ora, por meio da moderna arca -- o paraíso espiritual! 'Vocês', relembrou ele aos formandos, 'estarão indo a várias partes da terra, onde serão colaboradores de Jeová no que diz respeito à construção da moderna arca'."

As Testemunhas de Jeová ensinam que "biliões" de pessoas serão ressuscitadas depois do Armagedom mas que apenas "milhões" sobreviverão ao Armagedom. A brochura De Kurukshetra ao Armagedom -- E Sua Sobrevivência (1983, em inglês) declarou (p. 18) que "apenas uma pequena minoria da humanidade encontrará favor perante Deus e sobreviverá à 'guerra do grande dia de Deus, o Todo-Poderoso.'" A Sentinela de 15 de abril de 1996, pp. 6-7, declarou:

"[...] se profetizou que os últimos dias culminariam ou concluiriam por Deus destruir e remover todas as causas de más notícias. [...] Isto culminará na guerra do grande dia de Deus, o Todo-Poderoso, comumente conhecida como a batalha do Armagedom. [...] Após estes acontecimentos dramáticos, virá para a Terra e seus habitantes um tempo de boas novas como nunca houve. Entre estes habitantes estarão incluídos os milhões que terão sobrevivido à guerra final do Armagedom e os bilhões que serão ressuscitados do sono da morte na sepultura."

À luz do material apresentado neste artigo, fica claro que as Testemunhas de Jeová têm deturpado publicamente a sua posição quanto à pergunta: "Acreditam que são os únicos a serem salvos?" Elas justificam isto alegando que estão apenas a usar "tato", segundo um esboço de palestra na edição de maio de 1999 do Nosso Ministério do Reino (p. 2):

"15 min: O que há de errado com a minha religião? Palestra entre dois servos ministeriais. Encontramos muitas pessoas que gostam da verdade e admiram as Testemunhas de Jeová, mas não servem a Jeová por causa dos laços que mantêm com sua igreja. Acham difícil acreditar que temos a única religião verdadeira e que sua forma de adoração é falsa. Esse é o principal obstáculo que as impede de progredir espiritualmente. Os irmãos recapitulam os seis fatores, nas páginas 388-9 do livro Raciocínios, que mostram claramente por que as outras religiões não seguem a Bíblia. Incentivam a assistência a usar esses pontos ao procurar ajudar com tato os sinceros a avaliar suas crenças."

Outra maneira de dizer que estão a ser usar "tato" é dizer que estão a usar "guerra teocrática", um eufemismo típico das Testemunhas de Jeová para "não dizer a verdade aos que não têm direito a ela".


Índice · English