Política das Testemunhas de Jeová sobre o Sangue Muda Novamente

AJWRB


w00 15/6 29 w00 15/6 30 w00 15/6 31
A Sentinela, 15 de junho de 2000, pp. 29-31

A Sentinela de 15 de junho de 2000 apresenta um artigo de "Perguntas dos Leitores" que está diretamente relacionado com o trabalho da AJWRB (Testemunhas de Jeová Associadas Para Reforma na Questão do Sangue) e que representa uma mudança histórica na política da Sociedade Torre de Vigia sobre o sangue. Acreditamos que é importante que cada Testemunha de Jeová considere cuidadosamente as implicações destas mudanças.

O artigo apresenta o que parecem ser mudanças subtis, mas sob exame mais detido revela reformas muito significativas. A política revista continua a proibir as Testemunhas de Jeová de aceitarem qualquer dos componentes "primários" do sangue, nomeadamente, glóbulos vermelhos, glóbulos brancos, plaquetas e plasma. Esta política é desprovida de qualquer base significativa para um cristão visto que a Bíblia não define o que é um componente primário ou secundário do sangue e parece refletir o fato de os bancos de sangue geralmente separarem o sangue dessa forma. Deve-se notar, porém, que muitos dos componentes do sangue permitidos pela Sociedade Torre de Vigia são considerados principais ou primários por médicos e cientistas.

Talvez mais interessante é o fato de o artigo declarar:

"[Q]uando a questão envolve frações de quaisquer componentes primários, cada cristão deve conscienciosamente decidir o que fazer, após cuidadosa meditação com oração."1

A declaração é subtil e muitas Testemunhas de Jeová inicialmente não se aperceberão da sua importância. No entanto, assinala uma mudança importante porque as Testemunhas de Jeová podem agora conscienciosamente aceitar qualquer produto sangüíneo que seja fração da lista de componentes "primários" da Sociedade Torre de Vigia. Anteriormente, as Testemunhas de Jeová tinham permissão da Sociedade Torre de Vigia para aceitar frações de plasma do sangue tais como albumina, fibrinogênio e fatores de coagulação. Veja a nossa discussão sobre componentes do sangue permitidos pela Sociedade Torre de Vigia e a nossa base de dados de citações da Torre de Vigia para pesquisar e confirmar quais foram as posições da Sociedade Torre de Vigia sobre o uso de componentes do sangue que agora são permitidos.

A nova política permitirá às Testemunhas de Jeová aceitar frações sangüíneas de componentes celulares anteriormente proibidas, nomeadamente frações de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas. O artigo dá exemplos de interferons e interleucinas dos glóbulos brancos e um fator de cicatrização das plaquetas. Sobre estas frações, o artigo declara:

"Essas terapias não constituem transfusões de componentes primários; geralmente envolvem partes ou frações deles. Devem os cristãos aceitar tais frações para tratamento médico? Não podemos dizer. A Bíblia não fornece detalhes, por isso, o cristão deve tomar sua própria decisão, baseada em sua consciência, perante Deus."2

O leitor atento notará que a declaração acima deixa implícito que a Bíblia fornece detalhes sobre o uso de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos, plaquetas e plasma. Isso não é verdade. De qualquer modo, a nova política abrirá a porta para que as Testemunhas de Jeová aceitem muitos produtos adicionais feitos à base de sangue e eventualmente substitutos do sangue à base de hemoglobina.

Se alguém tem dúvidas de que isto é de fato uma mudança de política, leia os comentários de Richard Bailey e Tomonori Ariga, dos Serviços de Informação Hospitalar da Sociedade Torre de Vigia, que escreveram o seguinte em 1998 num periódico de investigadores de substitutos do sangue:

"Com base neste entendimento religioso, as Testemunhas de Jeová não aceitam sangue total, nem componentes principais do sangue, nomeadamente, glóbulos vermelhos, glóbulos brancos, plaquetas e plasma. Também não aceitam hemoglobina, que é uma parte principal dos glóbulos vermelhos [...] Assim, segundo estes princípios, as Testemunhas de Jeová não aceitam um substituto do sangue que use hemoglobina obtida de uma fonte humana ou animal."3

Acreditamos que esta mudança específica de política tem o potencial para reduzir o número de mortos entre as Testemunhas de Jeová para metade depois de os substitutos do sangue se tornarem comercialmente disponíveis na maioria dos países. A AJWRB (Testemunhas de Jeová Associadas Para Reforma na Questão do Sangue) está muito satisfeita com este desenvolvimento, embora estejamos preocupados quanto ao o nível de confusão existente tanto entre as Testemunhas de Jeová como entre a classe médica, pois a Sociedade Torre de Vigia, num gesto que lhe é típico, tratou de fazer esta mudança de um modo que pretende não alertar os seus membros e que pretende fornecer ao seu Departamento de Relações Púbicas alguma base para uma negação plausível assim que os meios de comunicação começarem a interrogá-los.

A nova política provavelmente suscita mais interrogações do que respostas. Por exemplo, embora o plasma sangüíneo continue banido como um dos componentes "primários" da Sociedade Torre de Vigia, que dizer do plasma fresco congelado (FFP) que é produzido depois de uma fracionação secundária de plasma rico em plaquetas e congelado no espaço de 8 horas? Tecnicamente, o processo de fracionação secundária, congelação e descongelação poderia qualificar o FFP como sendo uma fração secundária. Para complicar ainda mais o assunto, um novo produto chamado Plasma SD é submetido a um processamento muito mais extenso além do mencionado acima. Por exemplo, depois do fracionamento secundário de plasma rico em plaquetas, é submetido a um tratamento com detergente solvente, cromatografia hidrófoba e filtragem. Pode uma Testemunha de Jeová aceitar Plasma SD caso conclua que é uma fração secundária do plasma sangüíneo, especialmente tendo em vista o fato de as Testemunhas de Jeová aceitarem albumina, fibrinogênio e os fatores de coagulação que são os outros elementos primários do Plasma SD?

Interrogamo-nos sobre quão rapidamente a Sociedade Torre de Vigia vai agir para atualizar a sua brochura do sangue, os seus formulários de "Isenção de responsabilidade" e a Declaração Médica Antecipada. Quantas Testemunhas de Jeová acabarão por rejeitar terapias potencialmente salvadoras devido à confusão sobre esta política do sangue extremamente complexa? Mesmo a AJWRB (Testemunhas de Jeová Associadas Para Reforma na Questão do Sangue), com a sua equipa de médicos e especialistas na política do sangue da Sociedade Torre de Vigia, fica num estado de confusão em alguns destes assuntos. Onde é que isto deixa a Testemunha de Jeová típica, que pouca consideração dará a estes assuntos complexos até surgir uma situação de emergência?

Também há novas questões éticas a serem consideradas. Com cada vez mais Testemunhas de Jeová aceitando produtos feitos à base de sangue, temos de nos interrogar como é que a Sociedade Torre de Vigia pode continuar a justificar uma política que efetivamente proíbe as Testemunhas de Jeová de doar sangue ou plasma sangüíneo. As exigências combinadas de um grupo de 6 milhões de pessoas sobre o suprimento de sangue deve ser enorme, mesmo que só estejam aceitando componentes ou frações.

A AJWRB (Testemunhas de Jeová Associadas Para Reforma na Questão do Sangue) utilizará vários meios para avisar a comunidade médica, a comunidade das Testemunhas de Jeová e o público em geral sobre estas mudanças e as suas implicações. Além disso, continuaremos a fazer avançar a nossa agenda de reforma para que todas as Testemunhas de Jeová possam escolher livremente o seu tratamento médico, sem controlo ou sanções por parte da Sociedade Torre de Vigia ou das congregações.


Notas

1 Watch Tower Bible and Tract Society of New York, Inc. "Perguntas dos Leitores". A Sentinela, 15 de junho de 2000, p. 31 (ênfase acrescentada).

2 Ibid., p. 30.

3 Bailey R., Ariga T. "The view of Jehovah's Witnesses on blood substitutes" (A perspectiva das Testemunhas de Jeová sobre os substitutos do sangue). Artif. Cells Blood Substit. Immobil. Biotechnol. 1998;26:571-576.


Índice · English